Buscar
  • CARAVANA DE LUZ EDITORA

Dia Mundial da Água

Por Luciana De Carvalho

Muito se fala na atualidade de conservação dos recursos naturais, notadamente da água. A crise hídrica no Brasil se tornou patente, e a falta d’água passou a ameaçar os lares brasileiros em grande escala durante todo o ano de 2015.


Com a retomada das chuvas no país, em 2016, todos respiramos aliviados e muitos de nós, esquecidos e desatentos, voltamos às antigas posturas do consumo não consciente e do desperdício. No livro “Evangelho e Parábolas Segundo o Espiritismo: Guia de Estudos Espíritas(adquira agora) encontramos referências de estudos sobre a “Parábola dos Lavradores Maus” (Lucas 20:9-16).


Nesta parábola, Jesus diz que um homem plantou uma vinha e a arrendou para uns lavradores. No tempo certo, o Senhor da vinha mandou seu servo aos lavradores para receber os frutos da mesma. Contudo os maus lavradores espancaram o servo e o mandaram embora de mãos vazias... Correlacionando a parábola com a questão da água, podemos entender que o Senhor da vinha é Deus, nosso Pai e Criador, e a vinha é o planeta Terra que foi entregue aos homens para que os mesmos pudessem bem utilizar os recursos a eles confiados.


Entretanto, o homem, como os maus lavradores, utilizaram de forma predatória os genuínos materiais da Terra. É o consumismo afastando-nos do respeito à Natureza [1]. Quando solicitado a entregar o fruto da vinha, que é o legado que deixa no planeta que o acolhe, o lavrador mau espanca o servo, ou seja, só tem como resposta a destruição e a violência aplicadas na utilização dos recursos da Natureza, dilapidada sob as mais variadas formas...


É preciso que nos conscientizemos de que Deus não confiou ao homem a Natureza, para que o mesmo utilize-se dela ao seu bel-prazer. Toda a criação divina está ligada em uma extensa cadeia de evolução e auxílio recíproco. Somos todos irmãos! Se já alcançamos a racionalidade na fieira do processo evolutivo, usemos da mesma para promover o crescimento de todos os elos da cadeia com responsabilidade, certos de que se assim não procedermos, o “Senhor da vinha” virá, destituirá os maus servos e dará a outros lavradores bons, a oportunidade de melhor conduzir a sua vinha.



[1] Escrevendo Palavras Modificando Conceitos (adquira agora). Cap. 34 – O vício do consumismo.




#DiaMundialDaAgua; #agua; #CriseHidrica; #Brasil; #EvangelhoEParabolasSegundoOEspiritismo; #EvangelhoEParabolas; #GuiaDeEstudosEspiritas; #ColecaoIluminar; #evangelho; #ESE; #OEvangelhoSegundoOEspiritismo; #espiritismo; #DoutrinaEspirita; #ParabolaDosLavradoresMaus; #LavradoresMaus; #ParabolasDeJesus; #parabolas; #Jesus; #oConsumismo; #respeito; #natureza; #EscrevendoPalavrasModificandoConceitos; #oVicioDoConsumismo; #consumismo; #Deus; #CaravanaDeLuzEditora;

COPYRIGHT 2015. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS A CARAVANA DE LUZ EDITORA. 

 

Créditos do Site: Luciana De Carvalho