Buscar
  • CARAVANA DE LUZ EDITORA

Sua vida está por um fio?

Por Heleuse Rousie

Jovem pensando como está sua vida. Texto da Caravana de Luz Editora sobre "Sua vida está por um fio?"
COPYRIGHT 2020. Caravana de Luz Editora.

Muitas vezes escutamos a expressão “vida por um fio”, sem atentarmos direito a que se refere. Ela está relacionada com as Moiras. Quem são elas?


A mitologia grega refere-se às Moiras como três irmãs, e as três seriam responsáveis por tecer a vida, o destino e a morte de cada ser humano e também dos deuses. Nascimento, crescimento e morte seriam de responsabilidade delas.


Chamadas de Cloto, Láquesis e Átropos, cada uma delas tinha uma função no trabalho de tecer. Cloto era a fiandeira, tecia o fio da vida, mas Láquesis era a mediadora, era ela quem determinava o tamanho do fio e quem o enrolava. Também determinava a qualidade de vida de cada um. Átropos era quem o cortava e, sendo assim, colocava o ponto final na trajetória de cada um.


Para tecer esse fio e o enrolar, elas usavam a roda da fortuna e este ato de tecer e enrolar era intrinsecamente ligado à vida de cada indivíduo.


Quando o fio está na parte superior, a vida é plena de sorte e coisas boas. Quando está na parte inferior, os problemas e infelicidade predominam. E, dessa forma, a vida segue com seus ciclos de altos e baixos: nada de livre-arbítrio, nada de responsabilidade pelos nossos atos, nada de bondade divina.


Mas, hoje, o nosso conhecimento ampliou-se e a figura de Moiras tecendo e determinando nossas vidas não nos serve mais.


Cristo nos trouxe uma mensagem renovadora: “E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste” (João 17,3).


A Doutrina Espírita nos auxilia a entender esta mensagem: reconhecemos Deus Pai como único Criador.


Em A Gênese (peça em nossa livraria), encontramos os atributos de Deus: Deus é, pois a suprema e soberana inteligência; é único, eterno, imutável, imaterial, todo poderoso, soberanamente justo e bom, infinito em todas as suas perfeições, e não poderia ser outra coisa [1].


Sendo assim, todos os espíritos são criados por Ele, simples e ignorantes, mas amparados e guiados pelo amor divino. Só a Ele cabe criar vidas. Vidas estas que se renovam através de várias e várias reencarnações. E só Ele pode determinar o tempo de vida em cada reencarnação.


Mas, se Ele cria, não tira de nós o direito e o dever de construir a nossa própria história.


Se quisermos acreditar que “a nossa vida está por um fio”, coloquemos a outra ponta do fio nas mãos de Deus. Deixemos que Ele nos guie. Transformemos este fio num fio brilhante de luz e fé que vai iluminando os nossos caminhos na medida em que passamos por ele.



Disse-lhe Jesus: “Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.”

João 14,6.


“Eu sou a luz que vim ao mundo, para que todo aquele que crê

em mim não permaneça nas trevas.” João 12,46



Sendo assim, por mais escura e incerta que nos pareça a nossa caminhada, saberemos que na outra ponta existe Deus, que nos ampara e segura o fio para que não nos percamos Dele.


Em muitos momentos, o fio de nossas vidas vai parecer estar solto; vai parecer que, do outro lado, não existe ninguém que nos aguarda, que nos quer bem. Mas, se prestarmos atenção, vamos perceber que a ponta frouxa está do nosso lado e não no lado de Deus.


Existirão momentos difíceis? Sim, todos temos. Poderemos nos sentir violentados, desanimados e, muitas vezes, perguntarmos a nós mesmos se vale a pena esta nossa caminhada. Poderemos muitas vezes indagar: Qual a melhor saída? Viver! Viver será sempre a melhor saída.



“(...) eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.” João 10,10



E vida com abundância não é aquela contada pelos muitos anos vividos e, sim, pela vivência do amor. Assim, entrega-te, por sua vez, a Jesus, que trouxe a Lei de Amor.

O gênio e físico Albert Einstein declarou que a maior força do Universo é o amor. “Numa reflexão mais profunda, em face dessa declaração, percebe-se que o amor pode ser considerado como a alma da vida, levando-se em consideração que é a expressão mais vigorosa do Criador[2].



“O amor tudo pode. Modifica vidas, transforma pigmeus em gigantes, eleva e educa o ser” [3].



Jesus, nosso irmão e mestre, filho de Deus, veio à Terra e mudou o curso da história da Humanidade. Assim, também, podemos ser! Mudar o curso da nossa história e dos nossos irmãos através do amor.


Por isso, é importante estarmos sempre atentos, tecer a nossa vida através do amor, rompendo com todos os conceitos conformistas das moiras que, por acaso, ainda existam escondidas no mais profundo do nosso ser e que usamos, em vários momentos da nossa vida, para justificar os nossos equívocos, as nossas imperfeições e más inclinações, aprisionando-nos cada vez mais no caminho da dor.


O nosso destino só depende de nós. O fio que nos conduz, somos nós que tecemos, e pode ser pelo amor ou pela dor. A certeza que temos é que, na outra ponta, Deus nos guia por um caminho de luz ou escuridão, conforme nossas escolhas, mas Ele sempre estará lá.




[1] KARDEC, Allan. In: A Gênese. Capítulo II – Deus. Item 19: Da natureza divina.

[2] FRANCO, Divaldo Pereira. Capítulo 20: A força do amor, pág. 129. In: Luz nas Trevas (peça em nossa livraria). Pelo Espírito Joanna de Ângelis. Salvador: LEAL, 2018.

[3] CARVALHO, Maria Fátima Ferreira de. Escrevendo Palavras, Modificando Conceitos. Pelo Espírito Angélica. Belo Horizonte: Caravana de Luz Editora, 2011.




#CaravanaDeLuzEditora; #VidaPorUmFio; #ofioqueconduz; #amorqueteceavida; #vida; #LivreArbítrio; #responsabilidade; #BondadeDivina; #Deus; #ProvidênciaDivina; #Deus; #Jesus; #DoutrinaEspírita; #amor; #LeiDeAmor; #destino; #nossodestinodependedenós; #trabalhonobem; #BoasObras; #felicidade;