Buscar
  • CARAVANA DE LUZ EDITORA

Natal

Por Maria da Graça Britto de Azevedo


Em verdade, desde os primórdios da organização humana mobiliza o Senhor a multidão de seus cooperadores diretos, a nosso favor, mesmo porque suas mãos divinas enfeixam o poder administrativo da Terra, mas urge reconhecer que, no momento julgado essencial para o lançamento do Reino de Deus entre os homens, veio, Ele mesmo, à nossa esfera de sombras e conflitos.”[1]


la chegar à Terra o Sublime Emissário. Sua lição de verdade e de luz ia espalhar-se pelo mundo inteiro, como chuva de bênçãos magníficas e confortadoras.” [2]


“José e Maria dirigindo-se a Belém obedecem à ordenação política de César, mas Jesus vindo ao seu encontro, nas palhas da Manjedoura, fora do ambiente doméstico, mostra que a Claridade Divina pode bafejar os trabalhos da criatura em qualquer parte.” [3]




Emissário de Deus, em socorro dos homens, não teme acolher-se ao reduto dos animais para desvincular-se de todos os preconceitos dos homens, a fim de abraçá-los e servi-los, sem distinção, por irmãos genuínos e, tanto quanto Ele próprio, filhos de Deus. [4]


“E crescia Jesus em sabedoria, e em estatura, e em graça para com Deus e os homens.” [5]



Por vezes, vou encontrá-lo a sós, junto das águas, e (...) quase sempre, surpreendo-lhe a palavra caridosa que dirige às lavadeiras, aos transeuntes, aos mendigos sofredores.


(...) Fala de sua comunhão com Deus com uma eloquência que nunca encontrei nas observações dos nossos doutores e, constantemente, ando a cismar, em relação ao seu destino.


(...) Como se deixasse empolgar por amorosos temores, Maria continuou: Ainda há alguns dias, estivemos em Jerusalém, nas comemorações costumeiras, e a facilidade de argumentação com que Jesus elucidava os problemas, que lhe eram apresentados pelos orientadores do templo, nos deixou a todos receosos e perplexos. Sua ciência não pode ser deste mundo: vem de Deus, que certamente se manifesta por seus lábios amigos de pureza.


“Galileu, que fazes na cidade? Passo por Jerusalém, buscando a fundação do Reino de Deus!” exclamou o Cristo, com modesta nobreza... Esse Reino é a obra divina no coração dos homens!... Meu companheiros hão de chegar de todos os lugares ... nenhum mármore existe mais puro e mais formoso do que o do sentimento, e nenhum cinzel é superior ao da boa-vontade. (...) Os ignorantes do mundo, os fracos, os sofredores, os desalentados, os doentes e os pecadores seriam em suas mãos o material de base para a sua construção eterna e sublime. Converteria toda miséria e toda dor num cântico de alegria e, tomado pelas inspirações sagradas de Deus, começou a falar da maravilhosa beleza do Seu Reino. [7]


Também o Reino dos céus é semelhante a um tesouro escondido num campo que um homem achou e escondeu; e, pelo gozo dele, vai, vende tudo quanto tem e compra aquele campo.” [8]


Era Natal. “Derramava-se o Tesouro Divino, pelas mãos de Jesus, para o serviço da boa vontade.” [10]


Quando optamos evangelizar com o Espiritismo, o nosso planejamento passa a incluir conteúdo, concepção de ensino e aprendizagem, metodologias, recursos, participação de evangelizandos e seus pais, tendo por base e por guia os esclarecimentos trazidos por esta Doutrina consoladora. Dessa forma, estaremos oferecendo ao Espírito as lições evangélicas de forma adequada à sua compreensão, para que tenha condições de viver em sociedade e de modificá-la para melhor.” [9]




[1] XAVIER, Francisco Cândido. Cap. 85: Subtítulos. In: Fonte Viva (peça em nossa livraria). Pelo Espírito Emmanuel.

[2] XAVIER, Francisco Cândido. Cap. 1: Boa Nova. In: Boa Nova (peça em nossa livraria). Pelo Espírito Humberto de Campos.

[3] XAVIER, Francisco Cândido. Cap. Ordem e luz. In: Sentinelas da luz (peça em nossa livraria). Por Autores diversos.

[4] Bíblia do Caminho – Testamento Xavieriano (peça em nossa livraria), O Evangelho por Emmanuel. Volume III. Cap. 5 – Saudando o Natal.

[5] Lucas 2:52

[6] XAVIER, Francisco Cândido. Cap. 2: Jesus e o Precursor. In: Boa Nova (peça em nossa livraria). Pelo Espírito Humberto de Campos.

[7] XAVIER, Francisco Cândido. Cap. 3: Primeiras pregações. In: Boa Nova (peça em nossa livraria). Pelo Espírito Humberto de Campos.

[8] Mateus 13:44

[9] XAVIER, Francisco Cândido. Cap. Natal. In: Fonte Viva (peça em nossa livraria). Pelo Espírito Emmanuel.

[10] CARVALHO, Maria Fátima Ferreira de. In: Evangelizar à Luz do Espiritismo - Orientação e Programas de Aulas Infantojuvenis. Publicação da Caravana de Luz Editora. Apresentação.




#CaravanaDeLuzEditora; #Natal; #celebraçãodoNatal; #oespíritodoNatal; #Jesus; #ensinamentosdeJesus; #aprendendocomJesus; #evangelhodeJesus;