Buscar
  • CARAVANA DE LUZ EDITORA

Camille Flammarion, grande divulgador da Doutrina Espírita

Por Alexsandra Moreira de Castro

Caravana de Luz Editora: Grandes vultos do espíritismo, Camille Flammarion.
Nenhuma história do Espiritismo seria completa sem referências a Camille Flammarion.

"Nós somos expressões de Deus; nossa essência vem de Deus. Conhecendo-a, poderemos nos deparar com o nosso eu verdadeiro e realizarmo-nos no deus que habita em nós, pois os nossos potenciais criativos são infinitos e se encontram dentro daquilo que é o nosso divino."

Espírito Angélica, na obra "Escrevendo Palavras, Modificando Conceitos", psicografia de Maria Fátima Ferreira de Carvalho. Capítulo 19: Conexão com Deus.



Você já ouviu falar em Camille Flammarion?


Foi na Mocidade Espírita Caravana de Luz, há muitos anos, que eu ouvi, pela primeira vez, este nome. Recém-chegada à Doutrina Espírita, fiquei intrigada: que personalidade é esta?, eu me perguntei. Seria uma mulher famosa? Por que o Espiritismo tem por ela grande estima? Espaço de diálogo e de grandes ensinamentos, naquela tarde, eu descobri que Camille é a forma francesa para Camilo e que, portanto, Camille Flammarion era uma personalidade masculina.



Nicolas Camille Flammarion nasceu em 26/02/1842 e desencarnou em 03/06/1925. Filho de comerciantes de tapeçaria, por volta dos 4 anos, lia e escrevia. Aos 5 anos, tinha domínio de rudimentos de gramática e de aritmética. Aos 15 anos, escreveu um livro de cerca de 500 páginas, por ele próprio ilustrado, intitulado Cosmogonia Universal: Estudo do Mundo Primitivo. Começou a trabalhar com 16 anos, no Observatório de Paris. Tinha 19 anos quando teve contato com a Doutrina dos Espíritos. Em uma biblioteca, ao folhear a obra O Livro dos Espíritos (peça em nossa livraria), constatou que a Espiritualidade Maior abordava um tema que ele estava escrevendo: pluralidade dos mundos habitados. Cismado, Camille procurou Kardec e passou a frequentar as reuniões da Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas. Tornou-se espírita!



Foi astrônomo, pesquisador e divulgador científico, tendo escrito livros sobre Astronomia e Física e editado algumas revistas. Entre os tipos de atividades que realizou, podemos destacar que mediu estrelas (calculando suas órbitas), estudou a direção das correntes aéreas, analisou a rotação de corpos celestes (inclusive, alguns corpos celestes têm seu nome), confeccionou mapas de Marte e escreveu trabalhos sobre a constituição da Lua. Suas obras são plenas de Ciência e de Filosofia, tendo ficado famoso por popularizar a Astronomia. Citamos as seguintes obras: Os Mundos Imaginários e os Mundos Reais, As Maravilhas Celestes, Deus na Natureza [1], Contemplações Científicas, Estudos e Leitura sobre Astronomia, Atmosfera, Astronomia Popular, Descrição Geral do Céu, O Mundo antes da Criação do Homem, Os Cometas, As Casas Mal-Assombradas, Narrações do Infinito, Sonhos Estelares, Urânia, Estela [2], O Desconhecido, A Morte e seus Mistérios, Problemas Psíquicos e O Fim do Mundo [3].


Relatado na Revista Espírita, 1859, maio, foi Flammarion, o orador designado para proferir as últimas palavras à beira do túmulo de Allan Kardec, o Codificador da Doutrina Espírita. Ele disse: “(...) desejaria, digo eu, poder retratar-lhes o interesse científico e o futuro filosófico do estudo desses fenômenos (a que se entregaram, como ninguém ignora, homens eminentes entre nossos contemporâneos). Gostaria de lhes fazer entrever que horizontes desconhecidos verá o pensamento humano abrir-se à sua frente, à medida que ela estender o seu conhecimento positivo das forças naturais em ação em torno de nós; mostrar-lhes que tais constatações são o antídoto mais eficaz para a lepra do ateísmo, que parece atacar particularmente a nossa época de transição, e, enfim, aqui testemunhar publicamente o eminente serviço que o autor de O Livro dos Espíritos prestou à Filosofia, chamando a atenção e a discussão para fatos que até agora pertenciam ao domínio mórbido e funesto das superstições religiosas. Com efeito, seria um ato importante aqui estabelecer, diante deste túmulo eloquente, que o exame metódico dos fenômenos, erradamente chamados sobrenaturais, longe de renovar o espírito supersticioso e de enfraquecer a energia da razão, ao contrário, afasta os erros e as ilusões da ignorância e serve melhor ao progresso que a negação ilegítima daqueles que não se querem dar ao trabalho de ver. (...) Quantos corações foram consolados, de início, por esta crença religiosa! Quantas lágrimas foram enxutas! Quantas consciências abertas aos raios da beleza espiritual! (...) Aqueles cuja visão é limitada pelo orgulho ou pelo preconceito e não compreendem esses desejos ansiosos de nossos pensamentos ávidos de conhecimentos, que atirem sobre tal gênero de estudos o sarcasmo ou o anátema! Nós erguemos mais alto as nossas contemplações!....


Convido a todas e a todos a conhecerem o Poeta dos Céus, enamorando-se de suas considerações, que nos ajudam a estar mais pertos de Deus pelo estudo da Natureza, que podemos contemplar em noites claras e repletas de estrelas, e através de obras que nos são apresentadas pelo Clube do Livro Caravana de Luz! [1] É um estudo que tem objetivo provar a existência de Deus, através do método científico aplicado à Natureza. Aborda assuntos como: ateísmo, força e matéria, ideia de Deus segundo os homens, instinto e inteligência, leis do Universo e origem dos seres.

[2] Neste romance, Flammarion narra a história de Rafael e Estela, um casal de jovens em busca do conhecimento do Céu.

[3] Ficção científica, Flammarion parte da ideia do que ocorreria se o Planeta Terra fosse atingido por um cometa: a humanidade sobreviveria?





#CaravanaDeLuzEditora; #CamilleFlammarion; #NicolasCamilleFlammarion; #espírita; #astrônomo; #astronomia; #pesquisador; #divulgadorcientífico; #ciência; #filosofia; #divulgadordaDoutrinaEspírita; #amigodeAllanKardec; #AllanKardec; #DoutrinaEspírita; #clássicosdoespiritismo; #espiritismo; #AstronomiaeFísica; #livroAsMaravilhasCelestes; #livroDeusnaNatureza; #livroSonhosEstelares; #livroODesconhecido;