Buscar
  • CARAVANA DE LUZ EDITORA

“Amarás a Deus de toda a tua alma e a teu próximo como a ti mesmo.” Mt. 22:39

Por Maria da Graça Britto de Azevedo

Ame, cuide e valorize a pessoa idosa!

O envelhecimento é um processo não patológico, gradual e contínuo de danos do organismo maduro, que se evidencia por meio de alterações naturais inevitáveis. Inicia-se na idade adulta, quando as funções corporais começam a declinar, devido a desgastes. No Brasil, é “Idoso” todo indivíduo com 60 anos ou mais.


Levando-se em consideração que a família é a célula vital da sociedade na qual o indivíduo é submetido aos primeiros exercícios de convivência amorosa com seu semelhante, desnecessária seria uma data no calendário nacional e internacional, para que o idoso pudesse ser lembrado, olhado com maior atenção e respeito pelo seu grupo familiar e pela sociedade em geral!


Entretanto, lições mal ensinadas, pouco aprendidas na infância e/ou totalmente esquecidas na adolescência e idade adulta resultam em impiedosa desvalorização e desprezo pelo familiar e pelo cidadão que perde sua jovialidade.


O Estatuto do Idoso, “elaborado com intensa participação das entidades de defesa dos interesses das pessoas idosas, ampliou em muito a resposta do Estado e da sociedade às suas necessidades. Trata dos mais variados aspectos, abrangendo, desde direitos fundamentais até o estabelecimento de penas para os crimes mais comuns cometidos contra essas pessoas.” [1]


Emmanuel é bastante incisivo ao afirmar que a educação começa em casa e a evangelização também. “... Os estabelecimentos de ensino, propriamente do mundo, podem instruir, mas só o instituto da família pode educar. É por essa razão que a universidade poderá fazer o cidadão, mas somente o lar pode edificar o homem. Na sua grandiosa tarefa de cristianização, essa é a profunda finalidade do Espiritismo evangélico, no sentido de iluminar a consciência da criatura, a fim de que o lar se refaça e novo ciclo de progresso espiritual se traduza, entre os homens, em lares cristãos, para a nova era da Humanidade.[2]


Jesus sempre nos falou sobre deveres para com o próximo e assinala a caridade como virtude essencial para que o Reino de Deus se instale efetivamente em nós.


“A humanidade de Jesus está muito bem delineada na parábola do bom samaritano, exemplo máximo de solidariedade, de elevação de sentimentos, de caridade... como Ele próprio o fazia. Por isso, não é importante alguém apenas confessar-se crente em Jesus ou não, mas imitá-Lo, em razão do que Ele inspira, do sentido e significado da Sua existência na Terra e da Sua passagem entre as criaturas, quando do Seu apostolado de amor, exarados nos Seus feitos.” [3]


Reconhecer no idoso - seja ele familiar ou não - um irmão que merece um olhar respeitoso, atencioso, piedoso porque necessita, muitas vezes, de cuidados especiais difíceis e exaustivos é a grande lição que tiramos da parábola.


“Jesus coloca o samaritano, considerado herético, mas que pratica o amor do próximo, acima do ortodoxo que falta com a caridade. Não considera, portanto, a caridade apenas como uma das condições para a salvação, mas como a condição única. Se outras houvesse a serem preenchidas, ele as teria declinado. Desde que coloca a caridade em primeiro lugar, é que ela implicitamente abrange todas as outras: a humildade, a brandura, a benevolência, a indulgência, a justiça, etc., e porque é a negação absoluta do orgulho e do egoísmo. [4]


Idosos, muitos de nós o somos... e, possivelmente, precisaremos de ajuda, de uma mão firme que nos sustente, de um gesto solidário, de ouvidos pacientes que nos escutem, de tanta coisa que mal podemos imaginar!


Idosos serão, um dia, todos aqueles que hoje desfrutam da jovialidade!


“O grande desafio para este milênio é construir uma consciência coletiva de forma a que tenhamos uma sociedade para todas as idades, com justiça e garantia plena de direitos.” [5]


“ Portanto, tudo quanto quereis que as pessoas vos façam, assim fazei-o vós também a elas, pois esta é a Lei e os Profetas...” [6]



[1] https://conselho.saude.gov.br/biblioteca/livros/estatuto_idoso2edicao.pdf.

[2] XAVIER, Francisco Cândido. O CONSOLADOR (peça em nossa livraria). Pelo espírito Emmanuel. Questão 110.

[3] FRANCO, Divaldo. Jesus e o Evangelho à Luz da Psicologia (peça em nossa livraria). Pelo espírito Joanna de de Ângelis.

[4] KARDEC, Allan. O Evangelho segundo o Espiritismo (peça em nossa livraria). Capítulo XV. Fora da Caridade não há salvação". Item 3: O de que precisa o Espírito para ser salvo. Parábola do Bom Samaritano.

[5] https://www.scielo.br/scielo - Senescência e senilidade: novo paradigma na atenção básica de saúde.

[6] Mateus 22:39




#CaravanaDeLuzEditora; #DiaNacionalDoIdoso; #DiaInternacionalDoIdoso; #DiaDosIdosos; #idosos; #amorAOpróximo; #amor; #caridade; #brandura; #afabilidade; #humildade; #benevolência; #indulgência; #justiça; #paciência; #tolerância;


COPYRIGHT 2015. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS A CARAVANA DE LUZ EDITORA. 

 

Créditos do Site: Luciana De Carvalho