Buscar
  • CARAVANA DE LUZ EDITORA

Sintonia e realidade: a contribuição de Ernesto Bozzano

Por André Azevedo

“Sê tu, alma querida, o instrumento do amor entre as criaturas, porquanto o bem que praticares ou deixares de praticar será uma escolha pessoal, apontando-te os caminhos de bênçãos ou transtornos nos domínios da sintonia que cultivares em teu redor, na esfera de ações à qual te vinculares.” Irmã Nilce (autora espiritual), mensagem “Questão de Sintonia”, do livro “Receitas de luz e Renovação”, por espíritos diversos. Psicografia de Adail Sebastião Rodrigues Jr. Belo Horizonte: Caravana de Luz Editora, 2014.



No estudo das relações entre os espíritos, estejam eles encarnados ou desencarnados, a dinâmica da sintonia de pensamentos é questão das mais relevantes, uma vez que a faixa vibratória em que cada ser se encontra determina, pelos mecanismos da atração, a paisagem íntima de harmonia ou de infortúnio que lhe assinala a realidade.


Um dos pioneiros no estudo do fenômeno da sintonia mental entre os espíritos foi o filósofo, cientista e pesquisador italiano Ernesto Bozzano (1862-1943), que, por meio de seus estudos teóricos e experimentais sobre telepatia e mediunidade em geral, lançou luz sobre os mecanismos da transmissão de pensamentos de mente a mente. Sempre criterioso quanto à aplicação do método científico, Bozzano identificou e catalogou centenas de fenômenos mediúnicos, desde manifestações de efeito físico até casos de identificação, por parte do médium, dos pensamentos e emoções de pessoas que estavam a grandes distâncias de onde ele se encontrava.


Assevera-nos Irmã Nilce, na mensagem citada, que, ao contrário do que determina a lei física de atração dos opostos, os espíritos imortais atraem-se, em pensamento, por afinidade. As pesquisas de Ernesto Bozzano e de outros estudiosos que se debruçaram sobre o assunto fornecem provas e exemplos desse mecanismo de atração mental por similaridade de faixa vibratória.


Informados dessa realidade, por que tantos de nós insistimos na sintonia com as faixas mais primárias do pensamento humano, tais como aquelas que se manifestam por meio do ódio, da cólera, da inveja e de outras emoções perturbadoras? Caso reflitamos nessa pergunta, constataremos que nem sempre nos encontramos perseverantes e vigilantes no esforço individual de reforma íntima – o Bom Combate a que Paulo se reportava. Em razão disso, cedemos, com frequência, à influência do nosso Homem Velho, quando deveríamos batalhar pela construção do Homem Novo – o Homem de Bem – em nosso íntimo.


Conscientes de nossas próprias imperfeições, guardemos a esperança e lembremos que, em questão de sintonia, todos nós podemos nos elevar, por meio da prece e da aplicação do livre arbítrio na seara do bem, à faixa vibratória de equilíbrio e harmonia que ecoa nas Esferas Superiores, realidade que, conforme a Lei de Progresso, será alcançada por cada espírito, a seu tempo e segundo suas obras.




#aLicaodeErnestoBozzano; #ErnestoBozanno; #MecanismosDoPensamento; #pensamento; #LeiDeSintonia; #mediunidade; #FenomenosMediunicos; #ReformaIntima; #oBomCombate; #oHomemDeBem; #LivreArbitrio; #SearaNoBem; #LeiDePogresso #CaravanaDeLuzEditora;

COPYRIGHT 2015. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS A CARAVANA DE LUZ EDITORA. 

 

Créditos do Site: Luciana De Carvalho