Buscar
  • CARAVANA DE LUZ EDITORA

O que vem do céu permanecerá

Por Angelina Freitas

“E, entrando ele no barco, seus discípulos o seguiram; E eis que no mar se levantou uma tempestade, tão grande que o barco era coberto pelas ondas; ele, porém, estava dormindo. E os seus discípulos, aproximando-se, o despertaram, dizendo: Senhor, salva-nos! que perecemos. E ele disse-lhes: Por que temeis, homens de pouca fé? Então, levantando-se, repreendeu os ventos e o mar, e seguiu-se uma grande bonança. E aqueles homens se maravilharam, dizendo: Que homem é este, que até os ventos e o mar lhe obedecem?” (Mateus 8, 23-27)



Singular mensagem de fé, contida na passagem evangélica da tempestade aplacada por Jesus, a bordo de um barco no Mar da Galileia, leva-nos a profundas reflexões acerca da confiança no amparo divino, frente às lutas diárias. Em companhia dos apóstolos, acalma seus espíritos aflitos diante do temor da morte, comandando as forças da natureza com sua autoridade moral. Como nos explica Cairbar Schutel: “Esses fenômenos obedecem sempre a uma causa e Jesus, atuando sobre a causa, faz cessar o efeito! Ensina, também, esta passagem, que com a fé em Jesus podemos, se lhe rogarmos, obter a calma nas tempestades da vida" [1].


E o que estamos enfrentando na atualidade, senão uma grande tempestade representada pela pandemia de um vírus, que se propõe a modificar para sempre a paisagem terrestre? Nunca se deu tanta importância ao ato de se ajudar o próximo, independente de quem seja ele. Nunca as vozes nos mais diversos idiomas, dos pontos mais distantes do orbe, estiveram tão unidas em oração sincera. Nunca se pensou tanto na inadiável redução da desigualdade social. Em tempo algum de nossa história, tantos povos se uniram para fazer o bem, proporcionando saúde e vida melhor para todos.


Momentos também de medos, angústias e incertezas. Inseguranças que se diluirão nos conhecimentos científicos acerca do inimigo, que a ciência humana nos descortinará. Medo que passará, pois "Tudo passa e tudo se renova na Terra, mas o que vem do céu permanecerá. De todos os infelizes, os mais desditosos são os que perderam a confiança em Deus e em si mesmos; porque o maior infortúnio é sofrer a privação da fé e prosseguir vivendo" [2] Busquemos na fé, a força necessária para aprendermos com as dores da estrada, dores que sempre passam e nos fortalecem, se nos sensibilizamos com suas lições.


Unidos como um só povo, combateremos o inimigo comum e sairemos vitoriosos. Não somente combatendo o vírus que nos adoece o corpo físico, mas, acima de tudo, combatendo o egoísmo de nossos corações. Aprender com a dor para crescer, moral e espiritualmente, e evoluir, tal é a lei! E, como nos afirma o Espírito Angélica: “Durante toda a nossa existência, a vida nos fornecerá materiais como recursos didáticos que nos conduzirão à sabedoria e à paz. Um desses recursos, ainda não compreendido por nós, é a DOR. [...] A dor é matéria importante em nossa existência, assim como também são de extrema importância a alegria, a paz, o estudo, os relacionamentos, a amizade, os exemplos daqueles que nos cercam, etc. O que nos falta é uma visão mais ampla da vida, não transformando a dor em um único evento, deixando-a passar, assim como tudo passa em nossa existência" [3].


Esclarece-nos Kardec, em O Evangelho segundo o Espiritismo: “O sofrimento que não excita lamentações pode, sem dúvida, ser uma expiação, mas é o indício de que ele foi antes escolhido voluntariamente do que imposto, é a prova de uma forte resolução, o que é sinal de progresso" [4]. Deixemos passar os medos e as angústias e confiemos na Providência Divina. Edifiquemos, começando em nosso íntimo, a vivência da fraternidade universal, ensinada pelo Cristo há dois mil anos: “Amai-vos uns aos outros, como eu vos amei" [5]. Pois, tudo passa, e somente o que vem do céu permanecerá”!



[1] SCHUTEL, Caibar. Parábolas e Ensinos de Jesus (peça em nossa livraria). Capítulo: A tempestade acalmada.

[2] XAVIER, Francisco Cândido. Cartas do Coração (peça em nossa livraria), pelo Espírito Meimei. Capítulo: Confia sempre.

[3] CARVALHO, Maria Fátima Ferreira de. Escrevendo Palavras, Modificando Conceitos, pelo Espírito Angélica. Capítulo: Aprendendo com a dor.

[4] KARDEC, Allan. O Evangelho segundo o Espiritismo (peça em nossa livraria). Capítulo 5: Bem-aventurados os aflitos, item 9.

[5] Jesus (João 15, 12-17).




#CaravanaDeLuzEditora; #MensagemDeFé; #Fé; #PassagenEvangélicaDaTempestadeAcalmada; #tempestade; #TempestadeAcalmada; #TempestadesDaVida; #Jesus; #AutoridadeMoral; #Cristo; #EscrevendoPalavrasModificandoConceitos; #espiritoAngélica; #vida; #calma; #VisãoAmplaDaVida; #atualidade; #dor; #sofrimento; #OEvangelhoSegundoOEspiritismo; #AllanKardec; #Kardec; #BemAveturadosOsAflitos; #BemAventuranças; #solidariedade; #fraternidade; #FraternidadeUniversal; #amorAOproximo; #amor; #coletividade; #povo; #UmaSóNação; #nação; #prece; #oração; #união; #Terra; #renovação; #ProvidênciaDivina; #Deus; #confiança; #sabedoria; #paz; #amparo; #TudoPassa; #TudoSeRenova; #OQuemVemDoCeuPermanecerá; #céu;

COPYRIGHT 2015. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS A CARAVANA DE LUZ EDITORA. 

 

Créditos do Site: Luciana De Carvalho